Publicado por: Diéfersom | 02/10/2009

[Review] Video Girl Ai mangá

Ai em destaque. Youta e Moemi a cima, Niimai abaixo.

Ai em destaque. Youta e Moemi a cima, Niimai abaixo.

Uma das primeiras séries de comédia romântica que chegou nas bancas brasileiras. Video Girl Ai é uma das obras mais conhecidas Masakazu Katsura. Também conhecido por DNA², Zetman e I”S (Aizu). Com traços e piadas inconfundíveis Katsura é um dos autores que mais gosto no gênero.

Os protagonistas

A obra gira em torno de Youta Moteuchi, típico garoto que não possui lá muita sorte com as garotas. Adora desenhar e seu sonho e é fazer um livro infantil ilustrado. Para ‘facilitar’ as coisas Youta é apaixonado por Moemi Hayakawa, nada mais nada menos que uma da garotas mais bonitas do colégio. É, para dificultar ainda mais as coisas a bela Moemi é apaixonada pelo melhor amigo de Youta, Takashi Niimai, o desejo de consumo das garotas.

Ai-chan a Video Girl

Ai-chan a Video Girl

O milagre

O fracassado Youta possui porém um coração puro. E é a partir dele que um milagre acontece: A vídeo locadora Paraíso. Um local que só aparece para jovens de coração puro, e que serve para auxiliá-los. Para isso a locadora ‘empresta’ uma fita contendo uma Video Girl que materializa-se e passa a acompanhar o rapaz e consolá-lo. Estas garotas-vídeo são perfeitas, bonitas e compreensivas. Youta leva uma delas para casa e ao colocar em seu vídeo cassete com defeito uma reação acontece. Surge Ai Amano, mais conhecida como Ai-chan, a garota responsável por consolar Youta, porém, graças ao defeito, Ai se parece menos com uma garota perfeita do que deveria: Grossa, atirada, extrovertida, escalada mas com um coração bom.

Moemi em uma das capas da versão brasileira

Moemi em uma das capas do mangá brasileiro

O ‘Hexágono’ amoroso…

Com esses personagens cria-se um mosaico de situações cômicas, dramáticas e românticas entrelaçando-os em algum momento e separando em outros. A série possui basicamente uma repartição em que a história muda completamente de rumo. Na primeira etapa o roteiro gira em torno das tentativas do Youta em conquistar a Moemi, e sua relação com Ai-chan. Dúvidas em cima de dúvidas preenchem as situações que Youta enfrenta. A segunda etapa revela a verdade pro trás da Vídeo locadora Paraíso e suas Video Girls. Mas não falarei desta parte para não dar muitos spoillers. Até o final da primeira etapa a série é muito boa. Um balanço muito bom entre os gêneros comédia, drama e romance fazem com que a experiência do mangá não seja cansativa. As dúvidas de Youta beiram a chatice, mas no momento ideal a situação, na primeira fase, é resolvida. A segunda etapa do mangá peca por criar mais problemas pro pobre Youta. Indecisão deveria ser o nome do moleque. Se a primeira etapa ‘termina’ na hora certa, a segunda etapa deixa uma sensação de saturamento das situações. Porém, a macro-história desta etapa é muito interessante.

Ai-chan na versão OVA

Ai-chan na versão OVA

E…

Em suma, para quem quer se divertir com uma obra de boa qualidade mas não se importa muito com histórias que são esticadas mais do que deveriam, Video Girl é a pedida perfeita.

Os desenhos de Katsura são de encher os olhos, para quem gosta de desenhar o traço do mestre será um incrível aprendizado à cada quadro.

Aliás, há uma versão animada da obra. Baseada na primeira etapa do mangá, em seis episódios. Obviamente, trata-se de um resumo da primeira metade do mangá. Pode ser uma boa maneira de conhecer a série de maneira rápida, já que é mais fácil achar os OVAs do que o mangá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: