Publicado por: Diéfersom | 30/11/2009

[Review] Vampire Knight

Shoujo, shounen, Sailor Moon, Dragon Ball… Uma vez até dava prá catalogar os animes nessa dualidade. Hoje em dia está mais difícil. Creio até que essas nomenclaturas nem são mais necessárias.


Não vou falar em VK (Vampire Knight)  dentro desse padrão, mas sim como qualquer outro anime que já vi. Imagino que falar apenas dentro do próprio padrão shoujo/shounen é dizer que determinadas faltas podem passar batido dependendo do estilo.

 

 

 

Anime sutil, com um desenrolar leve, sem pressa. Baseado mais na psicologia e nos dramas pessoais. Uma história interessante, um roteiro convincente. Zero, Yuki e o diretor Cross são os personagens que mais, e melhor, seguram a história. Diria até que Zero é o centro de toda a trama e melhores momentos.

Porém, se algum modo fui olhando cada episódios desse anime sem que nada dentro de mim se apegasse realmente à história e personagens.

Ao meu ver faltou ‘sal’ na obra. Os elementos analisados de forma separadas são muito bons, e dariam ótimas idéias. Mas a sequência dos acontecimentos é por demais crua. Me deu a cada episódio que algo mais iria vir prá coroar a série. E não veio.

A série me deixou com gosto que poderia alcançar uma nota ‘oito’ facilmente. Mas ficou ali, entre seis e sete.

Alguns personagens são tão misteriosos que no final você olha prá eles e diz: “pois é, esse cara é misterioso”. E só. Kaname é só um cara sombrio com intenções que são sombrias. E mais o quê? Nada.

A questão da escola chega a ser cômica quando se pensa na motivação que a criou. Ambiente pacífico entre humanos e vampiros. Para se cria uma escola em que eles ficam totalmente isolados uns dos outros? Aquele diretor Cross possui um ‘quê’ de professor Xavier que me agradou muito no início, mas que ficou nisso. O cara que quer a paz entre os grupos mas que não demonstra nada além de ser conivente com os desequilíbrios que surgem.

Um ponto negativo é que a animação e o traço não acompanha o design lindíssimo dos personagens. O anime tem boas cores, bons designes mas quando colocados em movimento ou desenhados em sequência são extremamente simplificados perdendo todo o charme.

 

 

 

Apesar disso tudo VK é uma boa série prá se passar o tempo. Não será uma das séries que habitará, nem temporariamente, o meu Top de animes. Mas “vale o ingresso”. Os momentos de comédia são bem colocados e coerentes, sem forçar a barra. Fica um clima interessante essa transposição, em especial na primeira metade do anime, da comédia simples para o drama, ou uma cena mais séria.

Abaixo cenas do anime. Clique para ver em tamanho maior.

 

Anúncios

Responses

  1. […] e Guilty Já havia feito uma crítica da primeira temporada do anime Vampire Knight , aqui. Agora finalmente consegue, aos trancos e barrancos, terminar a sequência […]

  2. Concordo, este anime deveria dar mais. Também não está no meu top de animes, mas vê-se. Comecei a ver porque gosto de seguir series de vampiros e assim ligados ao sobrenatural.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: