Publicado por: Diéfersom | 25/05/2010

Nos tempos da discada…

 

 

Nos tempos de internet discada as coisas eram mais lentas, tranquilas, cheias de expectativa e etc. Havia um tempo em que as pessoas só usavam internet no final de semana, ou seja, você só via as novidades da rede no sábado ou domingo. Não existia essa de ficar pressionando F5 o dia todo. Prá entrar na internet já era algo lento. Para abrir as páginas. Baixar. Enfim, se você acompanhava algum mangá, algum site de vídeos, musicas e essas coisas, baixava o máximo possível no final de semana para poder ter ‘gordura prá queimar’ durante a semana. Era interessante. De vez em quando eu conseguia baixar, tipo, uns 10 capítulos de mangá. Era uma emoção, porque sabia que ia ter algo prá ler até o próximo sábado.

Depois de um tempo, talvez por eu ter entrado na faculdade e não ter mais aula de manhã, as coisas mudaram um pouco. Eu podia usar a internet alguns dias após a meia noite. Então a reposição se tornou mais imediata. Você baixava menos, mas todo dia. Então baixava uns capítulos nas noites e lia durante o dia, ou naquelas horas da noite antes da hora de poder entrar na net. Havia uma divisão clara das coisas. Durante o dia você escutava, assistia ou lia aquilo que baixou. Durante a noite você baixava mais coisas e aproveitava para ver sites, conversar, e essas coisas. De noite dificilmente você ia gastar tempo assistindo ou lendo. Era óbvio que haviam várias horas no outro dia prá isso.

Com a banda larga essa sensação se foi. Você pode baixar a hora que quiser, ler a hora que quiser, assistir a hora que quiser. Não há necessidade de ‘tornar a página OFFline’ prá poder ler no outro dia de tarde. Então cria-se o hábito do F5. Você passa “o dia todo” procurando alguma coisa prá fazer, já que sem essa necessidade de divisão das tarefas a gente fica perdido. Não tem hora prá nada.

Mas uma coisa não mudou: a nossa velocidade em consumir o que baixamos. Ainda demoramos 3 minutos para ouvir uma musica de 3 minutos. Ainda demoramos 20 minutos para assistir um vídeo de 20 minutos. Demoramos o mesmo espaço de tempo para ler os textos. O acesso agilizou, mas o nosso ritmo não.

Se antes você tinha 48 horas e 56kbps para baixar arquivos e conversar e 120 horas para consumir; agora temos 300 kbps para baixar e 168 horas para baixar E consumir.

E convenhamos que o sujeito tem que ser muito centrado prá baixar somente aquilo que vai conseguir consumir e acessar os sites e comunidades/bate-papo e etc. somente nos momentos chave. Tem que ser uma espécie de Senhor Miyagi ou um Yoda prá ignorar uma internet ligada à vontade.

E cá estamos nós com msn/G-Talk, orkut/Facebook, blogs, sites de notícia/esporte/entretenimento e downloads “o dia todo” dando F5 e acumulando material que não vamos conseguir consumir. Viva a banda-larga!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: