Publicado por: Diéfersom | 18/06/2015

Sobre os “Fillers”

Para começar irei utilizar o termo ‘filler’ me referindo à qualquer cena, episódio ou saga que não esteja presente na obra em que o anime/Ova foi baseado. Sei que o termo original refere-se apenas à episódios inteiros que não tenham precedente na obra original, mas utilizarei do modo mais ‘popular’ mesmo.

Seriam os fillers completamente ruins e inúteis? Uma blasfêmia contra a séria na qual se baseia? Existem bons fillers ou por si só já é algo ruim?

Sou da opinião que filler em anime é algo necessário. Depois de assistir Saint Seiya, Hades a saga do Santuário, a minha opinião sobre os fillers mudou muito. Mesmo com todos os erros é impossível não se emocionar com a luta do Radamanthys contra os três dourados. Ou ver o Seiya arranhando a Sapuris do Juíz de Wyvern.

Como ficaria Dragon Ball Z sem fillers? Lutas de 5 segundos? Tudo bem que algumas lutas ficaram muito longas, mas para quem leu o mangá sabe que as lutas são extremamente curtas. Gostou de Goku SSJ2 brincando com Kid Boo? Vegetto humilhando Super Boo sem precisar de transformações? Goku contra Vegeta SSJ2? Tudo filler. Com as devidas ressalvas, ótimos.

Algumas das cenas que mais gostamos são invenções dos estúdios.

Não vou cair no extremo de não lembrar do Goku e do terrível caminho da serpente. Dos 355 episódios de luta entre Goku e Freeza. Do próprio Dragon Ball GT. E os 550 episódios filler de Naruto que não acrescentam nada à série?

Eu ainda lembro como a ignorância em relação à alguns assuntos era uma bênção. Quem não ficou super empolgado em saber que teriam filmes de Cavaleiros do Zodíaco? Quem não deu pulos de alegria quando iria estrear uma nova saga?

Tudo bem, não tínhamos acesso à muitas coisas. Porém hoje que temos, e podemos escolher assistir determinado anime ou ler sua versão em mangá reclamamos mais do que é necessário. Hoje acho interessante que as versões animes de shounens com 5000 episódios tenham filmes e sagas filler. Algumas são ruins? É difícil achar alguém que defenda a saga dos Bounts em Bleach? Claro que é. Mas os fillers nos permitem ver algumas coisas que dificilmente veríamos uma segunda vez na série original. Quem não gostou do Gogeta no filme de Dragon Ball Z? Tá mas o Vegeta que conhecemos nunca faria a dança! Exatamente por isso que é legal. Seria incoerente colocar isso na série, então porquê não fazer um filme fora da cronologia com esse personagem?

Creio apenas que o pior pecado de um filler é tentar criar sagas depois da última presente em mangá. Quem leu e assistiu Samurai X sabe do que estou falando. Os fãs de Dragon Ball lembram de GT. Nesse sentido o filler deixa de ser um recurso interessante para tornar-se única e exclusivamente um meio de continuar ganhando dinheiro com a marca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: