Os 30 anos de Dragon Ball!

Algumas coisas realmente marcam nossa infância. Outras coisas não apenas marcam como fazemos questão de levar para as outras fases da vida. Pode ser alguma música que sempre desenterramos. Um filme que olhamos a cada ano. Um jogo. Para mim é Dragon Ball. Não vou fazer uma retrospectiva, que pode facilmente ser encontrada em dezenas... Continuar Lendo →

[Review] Samurai Warriors

Cinco jovens defendendo o mundo do mal com suas armaduras coloridas representando algum símbolo. Clichê? Sim, hoje em dia é, e muito. Na verdade qualquer coisa é clichê atualmente. Mas incrivelmente o 'clichê', mesmo sendo visto como um problema ainda traz espectadores aos mais variados meios. Podemos ver Avatar que foi um sucesso incontestável mesmo tendo um... Continuar Lendo →

[Review] Vampire Knight e Guilty

Já havia feito uma crítica da primeira temporada do anime Vampire Knight , aqui. Agora finalmente consegue, aos trancos e barrancos, terminar a sequência Guilty. Como era de se esperar não dá prá falar apenas da segunda temporada da série sem fazer uma ligação à primeira, então esse será um texto da obra animada como... Continuar Lendo →

[Review] Golden Boy

Kintaro Oe, 25 anos, abandonou a faculdade de direito no ultimo semestre para sair viajando pelo Japão aprendendo novas coisas. Assim começa cada um dos seis episódios de Golden Boy. Cada episódios trata de uma ‘lição’ que Kintaro se presta à aprender para seu crescimento pessoal. O sujeito possui um ótimo coração, passando às vezes... Continuar Lendo →

[Review] Detroit Metal City

Um protagonista panaca. Sem força. Mas com um sonho: ser músico de uma banda de pop. Este é o protagonista Negishi. Penteado com aquele estilo tigelinha, com uma camisa de gola e um violão ele vai para Tóquio tentar a vida saindo de uma cidadezinha interiorana. Nada mais normal do que isso. É nesse ponto... Continuar Lendo →

[Review] Claymore

Sentimento. Luta entre indivíduos poderosos. Morte de alguém importante. Vingança. Clichê? Batido? Já vi isso antes? Sim e não. Claymore utiliza como esqueleto estes elementos já clássicos, para uns, ou clichê, para outros. Porém, ao contrário do que se pode imaginar ao ler uma simples sinopse, essa história/esqueleto foi preenchida de forma tão acertada por... Continuar Lendo →

Brasil: o melhor, o pior…

Ser brasileiro, por nascimento ou opção, é ser contraditório. É ser pioneiro em uma área; e ser o último, a vergonha, em outra. É se orgulhar num momento, e não dar bola no outro. Conseguimos assistir Street Fighter antes da maior parte do mundo (na época em que o SBT se puxava prá trazer coisas... Continuar Lendo →

[Review] Super Campeões

    Outro clássico que assisti faz pouco tempo. Porém esse é menos badalado. Por algumas opiniões de conhecidos que haviam assistido a série na saudosa Manchete (sempre ela) já fui preparado para ver uma série tecnicamente fraca. E já adianto muito da série, tendo apenas uma grande ressalva. Vou falar da série em duas... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑